Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

30/08/2012 às 17h29 - Ministério viabiliza aclimatação brasileira paralímpica em Manchester  

Conhecido como “tubarão das piscinas”, o nadador brasileiro Clodoaldo Silva chegou à Inglaterra junto com a delegação nacional, que fez a aclimatação na cidade de Manchester. O maior medalhista no paradesporto brasileiro, com 13 pódios, e que disputará quatro provas nos Jogos de 2012, intensificou a preparação para a sua quarta Paralimpíada. “Pela primeira vez tivemos uma estrutura de preparação histórica. Não só eu, mas toda delegação, aprovou a estrutura. Todos nós vamos desempenhar o nosso papel, seja conquistando medalha ou qualquer que seja o seu resultado”, ressaltou Clodoaldo.   

Assim como Clodoaldo, pela primeira vez na história do esporte paralímpico os atletas brasileiros realizaram um período de aclimatação antes dos Jogos. A ação foi viabilizada por meio de convênio firmado entre o Ministério do Esporte e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), que acolheu mais de 200 integrantes da equipe, entre competidores e membros da comissão técnica, na cidade de Manchester, no noroeste da Inglaterra.

Na Grã-Bretanha, os atletas tiveram a oportunidade de se adaptar ao novo clima e à mudança de fuso horário, evitando o desconforto causado pela diferença de fuso. Os atletas também disputaram amistosos com outros países, reforçando a preparação para as Paralimpíadas. Na última edição, em Pequim 2008, apenas as equipes de natação e atletismo fizeram a aclimatação.

“O governo federal faz questão de que todo investimento aplicado no esporte olímpico estenda-se também para o paralímpico. Isso tem permitido o desenvolvimento muito rápido do esporte adaptado no Brasil. Temos uma resposta muito grande que o segmento tem dado a esse investimento e o governo avalia muito bem a evolução em todas as modalidades”, disse Ricardo Leyser, secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte.  

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Andrew Parsons, explica o porquê da opção pela cidade inglesa. “Manchester foi escolhida não só pelas instalações esportivas de alta qualidade, mas por um conjunto de serviços complementares fundamentais em um processo de aclimatação.”

Das 18 modalidades que o país disputa em Londres, dezesseis viajaram mais cedo para finalizar sua preparação no exterior. Atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, ciclismo, esgrima em cadeira de rodas, futebol de 5, futebol de 7, goalball, halterofilismo, judô, natação, remo, tênis em cadeira de rodas, tênis de mesa e vôlei sentado fizeram a aclimatação em Manchester. Hipismo fez uma parte na França e outra em Bishop Burton, na Inglaterra. Vela adaptada e tiro esportivo seguiram direto para a Vila Paralímpica.

Confira a entrevista com o secretário Ricardo Leyser na TV NBR:





Confira o hotsite dos Jogos Paralímpicos Londres 2012


Breno Barros
Foto: reprodução
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: