Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

26/08/2012 às 13h31 - Delegação paralímpica vai a Londres em busca da 7ª posição geral  

Os 182 atletas brasileiros que irão aos Jogos Paralímpicos Londres 2012 têm o objetivo de levar o Brasil à sétima colocação no quadro geral de medalhas, superando a nona posição dos Jogos de Pequim 2008. Formada por 156 integrantes do programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte – 85% do total –, a delegação brasileira irá participar de 18 das 20 modalidades que fazem parte das Paralimpíadas. Os Jogos serão realizados de 29 de agosto e 9 de setembro.

O Bolsa-Atleta é o maior programa do mundo de incentivo direto ao atleta. Desde 2005, 18 mil bolsas já foram concedidas a atletas brasileiros, representando um investimento de mais de R$ 284 milhões até 2012. O público-alvo são atletas e atletas com deficiência de alto rendimento que obtêm bons resultados em competições nacionais e internacionais de sua modalidade. O programa garante condições para que se dediquem com exclusividade e tranquilidade ao treinamento, para desenvolver seu rendimento e participar de competições locais, sul-americanas, pan-americanas, mundiais, olímpicas e paralímpicas.

Atualmente, são cinco as categorias de bolsa oferecidas pelo Ministério do Esporte: Atleta de Base, Estudantil, Nacional, Internacional e Olímpico/Paralímpico. Em breve será iniciada a categoria Atleta Pódio, que é, ao mesmo tempo, um novo programa do Ministério. Projetado para contemplar atletas de elite do esporte com reais condições de disputar finais, títulos e medalhas, o Pódio atenderá esportistas que estejam nas primeiras 20 posições do ranking mundial em modalidades individuais do programa dos Jogos Olímpicos e dos Paralímpicos. Os benefícios poderão chegar até R$ 15 mil mensais.

Já no primeiro dia de competição, 30 de agosto, o Brasil tem grandes chances de conquistar medalhas no judô e na natação. Os multimedalhistas Daniel Dias, André Brasil e Clodoaldo Silva caem na piscina com finais previstas para o período da noite. O país também irá estrear neste dia em hipismo, tênis de mesa, goalball masculino e goalball feminino. Ao todo, serão 10 dias de competições em vários pontos de Londres.

Brasil nas Paralimpíadas
O Brasil iniciou sua participou de sua primeira edição de Jogos Paralímpicos em 1972, em Heidelberg. As primeiras medalhas, porém, vieram em 1976, em Toronto no Canadá: a prata no lawn bowls, uma espécie de bocha na grama, com Luiz Carlos da Costa e Robson Sampaio de Almeida. O país chegou em 31º no quadro geral da competição.

O melhor desempenho do Brasil foi em Pequim 2008, quando a delegação brasileira conquistou 47 medalhas (16 ouros, 14 pratas, 17 bronzes) e ficou na nona posição.

Confira o quadro da participação do Brasil em Paralimpíadas:



Maiores medalhistas
O maior medalhista brasileiro em Paralimpíadas é o nadador Clodoaldo Silva, com 6 ouros, 5 pratas e 2 bronzes. O nadador Daniel Dias é o brasileiro com maior número de medalhas em uma mesma edição: foram 4 de ouro, 4 de prata e 1 de bronze nos Jogos de Pequim 2008.

A velocista Ádria dos Santos ganhou mais medalhas entre as mulheres: 4 ouro, 8 pratas e 1 bronze.  

Modalidades em Londres
Vinte modalidades serão disputadas nos Jogos Paralímpicos Londres 2012. São elas: atletismo; basquete em cadeira de rodas; bocha; Ciclismo; esgrima; futebol de 5; Futebol de 7; goalball; halterofilismo; hipismo; Judô; natação; remo; rúgbi (Brasil não participará dessa modalidade); tênis em cadeira de rodas; tênis de mesa; tiro; tiro com arco (Brasil não participará desta modalidade); vela; e vôlei sentado.

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB)
Foto: divulgação/CPB
Ascom - Ministério do Esporte

Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: