Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

06/08/2012 às 16h08 - Bolsista do boxe feminino faz história e garante bronze em Londres  

A bolsista do Ministério do Esporte Adriana Araújo garantiu nesta segunda-feira (06.08) a primeira medalha do boxe feminino para o Brasil, no ano da estreia da modalidade nos Jogos Olímpicos. O boxe feminino só havia registrado uma participação olímpica, como exibição, nos Jogos de Saint Louis, nos Estados Unidos, em 1904.

Pelas quartas de final da categoria até 60 kg, a baiana de 31 anos Adriana Araújo, pentacampeã pan-americana, derrotou a marroquina Mahjouba Oubtil, por 16 a 12. Por enquanto, ela assegurou a medalha de bronze, mas pode ganhar prata ou ouro na disputa da semifinal. Nas regras do boxe olímpico, não há disputa de terceiro lugar, por isso as duas perdedoras das semifinais levam o bronze.

Na semifinal, na próxima quarta-feira, dia 8 de agosto, às 10h15 (horário de Brasília), Adriana enfrenta a russa Sofya Ochigava, que hoje derrotou a neozelandesa Alexis Pritchard por 22 a 4. A russa também venceu Adriana no Mundial. Na estreia em Londres, no domingo dia 5, Adriana havia superado a cazaque Saida Khassenova por 16 a 14.

A medalha de Adriana, que passou a receber o Bolsa-Atleta em 2007, é a 100ª medalha brasileira em Jogos Olímpicos e quebra um jejum de 44 anos do Brasil sem medalhas do boxe em edições olímpicas. A primeira e até hoje a única foi o bronze de Servílio de Oliveira nos Jogos da Cidade do México, em 1968. “Estou muito feliz por garantir essa medalha para o país. Tínhamos dez bons boxeadores do Brasil aqui, mas fico contente de ter sido a primeira a ganhar. Espero que o boxe feminino seja mais visto agora”, disse Adriana, que também falou sobre as dificuldades que a esperam na semifinal. “A russa já foi campeã mundial e é atual vice. No último mundial, ela me derrotou. Mas quero ver até onde consigo ir”, declarou a boxeadora brasileira após a luta.

Integrante do Programa Petrobras Esporte & Cidadania, a pugilista se classificou para os Jogos Olímpicos de Londres no dia 15 de maio, durante o Campeonato Mundial Feminino de Boxe, na cidade de Qinhuangdao, na China, que contou com a participação de 341 atletas de 77 países.

O técnico de Adriana é Luiz Dórea, que treina o campeão do UFC Junior Cigano dos Santos. Após treinar futebol entre os 12 e os 17 anos, quando chegou a jogar no Vitória (BA), a soteropolitana descobriu o boxe a convite de uma amiga. Teve de enfrentar a resistência da mãe, que não gostava de ver a filha chegar machucada dos combates – após as primeiras conquistas, passou a ganhar também o incentivo dela. Desde então, treina com homens para melhorar os golpes e a defesa. “Gosto mais assim: me ajuda a evoluir no esporte.”

Confira o hotsite sobre os Jogos Olímpicos Londres 2012

Sueli Scutti
Foto: Valterci Santos/AGIF/COB
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: