Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

12/06/2012 às 17h15 - Equipe brasileira de tênis de mesa mescla experiência e renovação em Londres  

Quando o mundo celebrar a abertura dos Jogos Olímpicos, no dia 27 de julho, no Estádio Olímpico de Londres, a festa para a mesatenista brasileira Caroline Kumahara (foto) será em dobro. Na data, a atleta comemorará 17 anos e a sua primeira participação em Olimpíadas. “Na minha família a gente nunca ligou muito para aniversário, tanto que nos últimos três anos comemorei em viagem, pois estava competindo. Mas dessa vez vai ser mais legal comemorar, na abertura dos Jogos Olímpicos. Vai ser marcante”, diz.

Kumahara representará o Brasil nas disputas individuais e por equipes no tênis de mesa. Na capital inglesa, a delegação nacional disputará com força total. Além da jovem atleta, a equipe conta com cinco mesatenistas. Hugo Hoyama e Gustavo Tsuboi disputam às partidas individuais e Thiago Monteiro completa a delegação que competirá por equipes no masculino. Lígia Silva disputa no individual e Gui Lin, chinesa naturalizada brasileira recentemente, completa a equipe feminina.

Em Londres, o Brasil competirá com uma equipe que mescla experiência e renovação. Aos 42 anos, Hugo Hoyama levará todo o conhecimento adquirido em cinco edições dos Jogos Olímpicos (1992/1996/2000/2004/2008). No outro lado da ponta está Caroline, a caçula na equipe brasileira.

“Desde que comecei a treinar na escolinha, o meu pai já me cobrava seriedade nos treinos e naquela época já não era só uma brincadeira. Quando passei a treinar todos os dias, no esporte de alto rendimento, eu já estava habituada ao ritmo profissional”, afirma a mesatenista.

Da equipe brasileira na modalidade, somente Gui Lin não recebe o auxílio financeiro mensal do Ministério do Esporte, por meio do programa Bolsa-Atleta. “O patrocínio do governo federal é muito importante porque os equipamentos esportivos são caros. No meu caso, que disputo no alto rendimento, tenho que gastar bastante com borrachas e raquetes”, explica Caroline.  

                        Thiago Monteiro disputará as partidas por equipes

Medalha de ouro no torneio por equipes dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em outubro de 2011, o bolsista Thiago Monteiro é o reforço brasileiro na prova por equipes. Voltando de uma lesão na mão, o atleta mostra confiança nas disputas britânicas.  

“Fico feliz por ir para minha terceira Olimpíada consecutiva, mas também encaro com naturalidade. Eu me preparo para isso. Em relação aos adversários, nós temos que lembrar que apenas 16 equipes do mundo todo participam, então o nível é muito alto e todos os adversários são muito bons. Nós temos que encarar todo jogo como se fosse o mais importante. O Brasil foi um dos favoritos no Pan de Guadalajara, mas em Londres fazemos parte do grupo de países que podem surpreender. Vamos abordar um jogo de cada vez e tentar avançar ao máximo possível”, destaca Thiago, ao mostrar confiança.

A maior delegação do tênis de mesa brasileiro presente nos Jogos Olímpicos foi em Atlanta, em 1996, quando o país participou com quatro representantes. Naquela edição não havia torneio por equipes, apenas individual e de duplas. Além do Brasil, 11 países contarão com um time de tênis de mesa completo em Londres: Egito, China, Alemanha, Austrália, Inglaterra, Coreia do Sul, Japão, Áustria, Cingapura, Hong Kong e Coreia do Norte.




Breno Barros
Foto: divulgação/COB
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: