Início

Pintando a Liberdade - O programa promove a ressocialização de internos do Sistema Penitenciário por meio da fabricação de materiais esportivos. Além da profissionalização, os detentos reduzem um dia da pena para cada três dias trabalhados e recebem salário de acordo com a produção.



Pintando a Cidadania - A ação envolve pessoas em situação de risco social em fábricas de material esportivo. O programa objetiva a inclusão social de pessoas residentes em comunidades carentes e o ingresso dos mesmos no mercado de trabalho. Os rendimentos são divididos conforme a produção. O material feito nas fábricas dos dois programas (bolas, bolsas, redes, camisetas, bonés e bandeiras) é utilizado pelo Ministério do Esporte para a distribuição em núcleos dos programas Segundo Tempo e Esporte e Lazer na Cidade e em escolas e entidades sociais de todo o país e do exterior.



 
No presídio Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia (GO), o clima é de muito trabalho. Foram retomadas as atividades desenvolvidas por cerca de 300 detentos do Pintando a Liberdade, programa de ressocialização de presos por meio da produção de mate... Leia mais