Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

15/07/2010 às 14h00 - Ministério do Esporte reúne gestores da Praça da Juventude no Paraná  

O encontro realizado na quarta-feira (14) pelo Ministério do Esporte reuniu mais de vinte gestores da Praça da Juventude de quatro municípios paranaenses: Curitiba, São José dos Pinhais, Campo Mourão e Londrina. O objetivo da reunião foi informar e esclarecer dúvidas dos agentes públicos responsáveis pela construção das Praças. A reunião contou também com a participação de representantes da Caixa Econômica Federal, órgão que faz a gestão dos contratos da Praça da Juventude.

O investimento total no estado é de R$ 7,5 milhões para a construção de cinco Praças da Juventude. Serão construídas Praças da Juventude na capital, Curitiba, em Campo Mourão (a 460 km da capital) e em Londrina (a 379 km de Curitiba), que foi contemplada com duas Praças, uma delas já em construção com mais de 40% da obra concluída.

Na abertura do encontro a gerente de Projetos da Secretaria Executiva do Ministério do Esporte, Luiza Rangel, destacou a importância das reuniões com gestores da Praça da Juventude. “A ideia é romper com as dificuldades, conhecer as etapas e a documentação necessária para executar as obras com maior celeridade” Apesar de o projeto ter o nome de Praça da Juventude, as praças serão espaços de convivência intergeracional. De acordo com Rangel, “foi feito um recorte na juventude para que essa faixa etária tenha um espaço de referência saudável, um ponto de encontro longe das drogas”.

O projeto da Praça de Juventude alia saúde, bem-estar e qualidade de vida a atividades socioeducativas diversificadas, dando à juventude e à comunidade em geral uma opção de combate à marginalidade. “As políticas de segurança sempre foram pensadas a posteriori, ou seja, combater aquilo que já aconteceu. Já os programas desenvolvidos pelo Pronasci, como é o caso da Praça da Juventude, dão prioridade a uma política de prevenção, dando aos jovens a oportunidade de se envolver com atividades que falam a mesma linguagem da comunidade, evitando assim o envolvimento com o tráfico e a marginalidade”, ressaltou Luiza Rangel, gerente de projetos do Ministério do Esporte.

Segundo Claudio Augusto Padilha, secretário de Esporte e Lazer de São José dos Pinhais, município anfitrião do evento, as Praças da Juventude são importantes não só como forma de lazer, mas também como uma das maneiras de combater a violência. “Nunca, na história do esporte de São José dos Pinhais, houve tanto investimento do governo federal na área. Já conseguimos mais de R$ 5 milhões em recursos para programas a serem desenvolvidos na cidade, fruto do prestígio que o município está obtendo na esfera federal. Isso tudo somente traz benefícios para a população, que poderá desfrutar dos projetos”, afirmou Padilha. Em São José dos Pinhais, na região metropolitana, a Praça da Juventude será construída com recursos do Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania), do Ministério da Justiça.

Para o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Waldemar de Souza, a Praça da Juventude contribui para corrigir o déficit de infraestrutura esportiva no país. “Temos poucos equipamentos públicos qualificados de esporte e lazer. Precisamos criar espaços para a sociedade praticar atividade física”.

SÃO JOSÉ DOS PINHAIS - A Praça da Juventude é o resultado de uma parceria entre Prefeitura Municipal e governo federal que irá beneficiar cerca de 46 mil pessoas, população estimada da região do grande Guatupê. Além da Praça, os investimentos do Pronasci no município irão contemplar cerca de 1.200 pessoas envolvidas no Programa de Esporte e Lazer na Cidade, o Pelc, que envolve a comunidade em atividades esportivas, e o projeto Pintando a Cidadania, no qual cerca de 300 famílias serão beneficiadas com a renda gerada por uma fábrica de materiais esportivos a ser construída. A fábrica, que irá abastecer colégios, ginásios de esporte e o próprio Ministério, irá funcionar de forma cooperativa, gerando renda para as famílias que participarem do programa.

Além disso, o governo federal está investindo no município cerca de R$ 1,3 milhão no programa Segundo Tempo, que irá beneficiar os jovens estudantes de escolas públicas com atividades no contraturno escolar. “Essa parceria do governo com a Secretaria de Esporte e Lazer de São José dos Pinhais é muito positiva, pois os principais beneficiados com isso são os próprios moradores, que contarão com diversas opções de atividades, conclui Rangel.



Ascom – Ministério do Esporte

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: