Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

18/06/2010 às 17h40 - Governo federal prevê R$ 25 milhões em Praças da Juventude no Rio de Janeiro  

O projeto Praça da Juventude, do Ministério do Esporte, prevê investimento de R$ 25 milhões para construção de 17 praças em comunidades com reduzido ou nenhum acesso ao esporte e lazer no estado do Rio de Janeiro. Serão oito Praças da Juventude na capital fluminense e nove em municípios cariocas. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (18/06), em reunião no auditório Célio de Barros, Estádio do Maracanã, com os responsáveis pelo projeto nas áreas estadual e municipal, junto com o Ministério do Esporte e a Caixa Econômica Federal, gestora dos contratos.

Na abertura da reunião, a gerente de Projetos do Ministério do Esporte, Luiza Rangel, destacou que o Brasil precisa incentivar a prática esportiva, principalmente depois da conquista para sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas Rio 2016. “É preciso fortalecer toda a cadeia do esporte, passando necessariamente pelas comunidades. A Praça da Juventude vai receber não só equipamentos esportivos, mas também lazer e cultura”.

Rangel anunciou, ainda, a inclusão da Praça da Juventude na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), da Presidência da República. “O projeto, conhecido como Praças do PAC, prevê a construção de 800 unidades em quatro anos (2011-2014)”, disse.

Ao assumir a Secretaria Executiva do Ministério do Esporte no último mês de abril, Waldemar de Souza reconheceu que as reuniões com os responsáveis pelos projetos são primordiais para a execução das praças. Segundo Waldemar, “o modelo de capacitação de gestores da Praça da Juventude deve ser estendido a todos os projetos de infraestrutura do Ministério do Esporte”.

Na cidade do Rio de Janeiro serão construídas oito Praças da Juventude em parceria com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça. Foram selecionadas as regiões do Complexo do Alemão, Realengo-Batam, Jacarezinho, Santa Cruz, Acari, Penha, Vila Kennedy e Cidade de Deus. As áreas foram escolhidas devido ao alto índice de violência entre os jovens dessas comunidades. Outras nove Praças serão construídas nos municípios de Saquarema, Miracema, Nilópolis, São Pedro da Aldeia, Resende, Valença, Queimados, Volta Redonda e São João de Meriti.

Cada unidade do projeto Praça da Juventude tem cerca de sete mil m² e prevê a construção de um ginásio poliesportivo coberto. A infraestrutura completa apresenta-se em módulos: pistas para salto triplo e à distância, pista para caminhadas, quadra de vôlei de praia, área de exercícios, campo de futebol society, pista para skate, teatro de arena, centro de convivência da terceira idade com sala de ginástica, quiosque de alimentação, vestiários e arquibancadas, entre outros.

Entre 2008 e 2010 foram conveniadas 150 Praças da Juventude distribuídas pelo território brasileiro. A primeira Praça da Juventude foi inaugurada em maio deste ano na capital sergipana, Aracaju.

PRAÇAS DO PAC
Com investimento de R$ 1,6 bilhão, municípios brasileiros serão beneficiados com 800 Praças do PAC. O projeto é uma iniciativa do Ministério do Esporte e das pastas da Cultura, Trabalho e Emprego, Justiça e Desenvolvimento Social. Os cinco ministérios, juntos, vão construir os equipamentos multiuso e a gestão de serviços e atividades a serem oferecidas à população.

O objetivo é oferecer, em um mesmo local, atividades e serviços culturais, práticas esportivas e de lazer, formação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e telecentros para inclusão digital. As unidades contarão com equipamentos esportivos, como pistas de caminhada e skate, quadras poliesportiva e de areia, para jogos de vôlei e futebol, além de vestiário, bicicletário e anfiteatro.


Ascom – Ministério do Esporte

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: