Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

15/04/2010 às 16h10 - Investimento dos ministérios do Esporte e da Justiça garante a construção de dez Praças da Juventude  

O encontro da Praça da Juventude, projeto do Ministério do Esporte (ME), realizado hoje no auditório da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Cidadania de Canoas, reuniu mais de trinta gestores, arquitetos e engenheiros responsáveis pelo projeto no Rio Grande do Sul (RS). Com o apoio de técnicos da Gerência de Desenvolvimento Urbano (Gidur) da Caixa Econômica Federal, representantes do ME esclareceram dúvidas sobre o projeto arquitetônico, processo licitatório e modelo de gestão da Praça da Juventude.

No estado, serão construídas dez Praças nos municípios de Porto Alegre, Canoas, Esteio, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Cachoeirinha, Guaíba, Alvorada, São Leopoldo e Alegrete. O investimento do projeto no RS é de R$ 16,6 milhões. Com a exceção de Alegrete, todas as Praças estão sendo financiadas com recursos do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça. Nesses municípios, a escolha do bairro para construção da Praça coincide com a região onde foi implantado o Território de Paz, ação do Pronasci que realiza, simultaneamente, medidas de repressão à criminalidade, prevenção e recuperação de jovens por meio de projetos sociais.

Para o secretário de Segurança Pública com Cidadania de Canoas - cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre com mais de 300 mil habitantes e distante 13,5 km da capital - Alberto Kopittke, é importante que a Praça da Juventude esteja presente nos Territórios de Paz. “No bairro de Guajuviras a Praça da Juventude é a nossa ‘cereja do bolo’, é o projeto que vai simbolizar a pacificação daquela região”. Além da Praça da Juventude, Guajuviras vai receber os projetos Mulheres da Paz, Protejo, Pacificar e Observatório da Violência, todos do Pronasci.

Em Esteio (19,7 km da capital, 87 mil habitantes), a Praça da Juventude será construída no bairro Primavera. A escolha da região se deu em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública por apresentar alto índice de criminalidade. Dolores Aurélio, coordenadora de Captação de Recursos da Secretaria de Planejamento e Gestão da Prefeitura de Esteio, explicou que a Praça será construída dentro do Parque Municipal Galvany Guedes, onde também funciona a Secretaria Municipal de Segurança Pública. “Em conjunto com outros projetos do Pronasci, como Mulheres da Paz e Protejo, a expectativa é que a Praça da Juventude contribua para a redução da violência no bairro”, disse Dolores. A licitação para contratação da empresa responsável pela obra em Esteio deve acontecer ainda em abril.

JUVENTUDE – Representante do Ministério do Esporte e consultor de Relações Governamentais da Praça da Juventude, Plínio Marcos Teixeira afirmou que o objetivo do projeto é proporcionar oportunidade de prática esportiva a toda população. “Apesar de ter juventude no nome, a Praça será a aberta a todas as idades, da criança ao idoso, com a oferta de atividades intergeracionais”.

Em São Leopoldo (27 km da capital, 211 mil habitantes), a iniciativa de construir uma Praça partiu da pasta responsável pela Juventude na prefeitura, que diagnosticou forte demanda de políticas sociais para esse público. O bairro Vicentina, onde a Praça vai ser implantada, também receberá outros projetos do Pronasci, como o Protejo e o Farol, este voltado para jovens negros. De acordo com Rodrigo Fagundes, assessor da Diretoria Municipal de Políticas para a Juventude, “a Praça garante o aproveitamento do tempo livre do jovem de maneira saudável e vai beneficiar duas mil pessoas diretamente”. Daniel Boeira, assessor do Gabinete do Prefeito, destacou que a Praça da Juventude se insere num contexto de urbanização do bairro. “Junto com a Praça, estão sendo construídas moradias e implantados projetos de assistência social”.

MAIS PRAÇAS – Questionado sobre a possibilidade dos estados receberem recursos para a implantação de mais Praças da Juventude, Teixeira explicou que o Siconv, sistema de gerenciamento de convênios do governo federal, está aberto para o recebimento de propostas. “O município interessado deve acessar o Siconv e cadastrar seu pedido, que será analisado pelo Ministério do Esporte”, declarou Teixeira.

Entre os anos 2008 e 2010, foram conveniadas a construção de 150 Praças da Juventude, distribuídas pelo território brasileiro. Cada unidade do projeto Praça da Juventude terá cerca de sete mil m² e prevê a construção de ginásio poliesportivo coberto, cuja infra-estrutura completa apresenta-se em módulos: pistas para salto triplo e à distância, pista para caminhadas, quadra de vôlei de praia, área de exercícios, campo de futebol society, pista para skate, teatro de arena, centro de convivência da terceira idade com sala de ginástica, quiosque de alimentação, vestiários e arquibancadas, dentre outros.


Ascom – Ministério do Esporte

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: